Archive for Crítica

Tempestades chega ao Teatro Camões

Out 20, 2014 No Comments by

Tempestades, mais recente criação de Rui Lopes Graça em parceria com o maestro Pedro Carneiro e a Companhia Nacional de Bailado, teve estreia marcada na passada noite de sexta-feira, 17 de Outubro, no Teatro Camões. Com inspiração na corrente proto-romântica Sturm und Drang, o espetáculo, com pouco mais de uma hora de duração, reuniu e envolveu em palco bailarinos, músicos e instrumentos em dinâmicas pouco comuns.

Crítica, Dança, Palcos, Uncategorized Read more

‘Albertine, o Continente Celeste’ como mote para todas as faces do ser humano

Out 17, 2014 No Comments by

‘Albertine, o Continente Celeste’ passou pelo Teatro Nacional de São João, no Porto, e agora permanece até sábado no São Luiz, em Lisboa. Escrita e encenada por Gonçalo Waddington, são colocados em cima do palco Marcel Proust e Albertine enroladas em conhecimentos de física, biologia, astrofísica como camuflagem dos verdadeiros sentimentos que nutrem um pelo o outro.

Crítica, Destaques, Opinião, Palcos, Teatro Read more

Sturm und Drang: Tempestade e Ímpeto no Teatro Camões

Out 13, 2014 No Comments by

Dia 11 de outubro de 2014 pelas 18h, o Teatro Camões, em Lisboa, celebrou o regresso da temporada da Companhia Nacional de Bailado (CNB) com o retomar do ciclo de conferências/conversas 2014, desta vez com Sturm und Drang.

Crítica, Dança, Palcos Read more

Hierarquia das Nuvens: A prova de que ”não existe Espaço sem Corpo”

Out 12, 2014 1 Comment

Hierarquia das Nuvens, criação coreográfica que marca o já tão esperado regresso de Rui Horta, aclamado e internacionalmente reconhecido bailarino e coreógrafo português, estreou sexta-feira, pelas 21.30h no Grande Auditório da Culturgest.

Ler mais

‘Cats’ e os verdadeiros ingredientes de um clã

Out 10, 2014 Sem comentários

Os felinos do musical Cats aterram pela segunda vez em Lisboa, no Campo Pequeno, para uma série de espetáculos que duram até 19 de outubro. Apesar de estar nos palcos há mais de 20 anos, o musical permanece atual e recheado de ensinamentos para o público que enche as salas.

Ler mais

Gata em Telhado de Zinco Quente: uma sociedade falsificada em rota de colisão

Set 28, 2014 1 Comment

Está em cena no Centro Cultural de Belém de 25 a 30 de setembro, e depois rumará para outras zonas do país, numa digressão que se prolongará até ao próximo ano: ‘Gata em Telhado de Zinco Quente’ é uma belíssima revisitação de um clássico do século XX, que continua a fazer sentido nos nossos dias – e talvez esteja hoje mais atual do que nunca. Uma brilhante encenação de Jorge Silva Melo, numa produção da Artistas Unidos.

Ler mais

Mistérios universais em ‘Pedro Páramo’

Set 20, 2014 Sem comentários

No ano em que assinala 22 anos de existência, o Teatro Meridional apresenta uma peça de temática universal, uma peça que deslinda os mais profundos mistérios da criatura humana. Pedro Páramo é a adaptação do romance homónimo de meados do século XX, do mexicano Juan Rulfo. Com um ambiente assombroso e um elenco de luxo, o Espalha-Factos já assistiu à peça em cena até 12 de outubro e conta-te tudo o que podes esperar!

Ler mais

Casado À Força: o renascer de Thalia, a deusa e musa da comédia

Ago 27, 2014 Sem comentários

O Espalha-Factos foi à sessão especial adaptada para invisuais de Casado À Força e faz-te agora a crítica não só da peça como de todo o ambiente criado no Teatro Thalia, 150 anos depois.

Ler mais

DRAMA 2014. ‘Eu, a Mulher-Macaco’

Jul 21, 2014 Sem comentários

Uma semana de Teatro Associativo, num espaço acolhedor e convidativo, a preços acessíveis. O Espalha-Factos esteve no segundo dia de DRAMA 2014 – II Jornadas de Teatro Associativo da Amadora para assistir à peça ‘Eu, a Mulher-Macaco’, dos Valdevinos Teatro de Marionetas. Máscaras, Música, História e Risos – estamos cá para te contar tudo!

Ler mais

4 Estações: a metáfora de um comboio que passa e chega ao fim

Jul 01, 2014 Sem comentários

É uma viagem de comboio com a duração de quatro estações. É assim, muito resumidamente, a história da peça 4 Estações de Alberto Pimenta. Há mais de 20 esqueletos em palco, muitos objetos e a voz de um velho – o narrador – que conta uma história. Uma narrativa que pode pertencer ao pai de qualquer espetador, ao vizinho ou um conhecido. Está em cena até 20 de julho, na Sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II.

Ler mais

Três Mulheres Altas: O olhar feminino de uma vida que passou

Jun 21, 2014 Sem comentários

O ciclo da vida decorre à medida que temos seres humanos, de gerações mais antigas, a recordarem a vida que lhes fugiu pelas mãos e outros, extremamente novos e com muito para aprender, a questionarem-se sobre o futuro, a vida que querem ter e os ideiais a seguir. ‘Três Mulheres Altas’, de Edward Albee e encenada por Manuel Coelho, oferece estes factos na perspetiva de três mulheres de diferentes gerações que são apenas uma. Permanece em cena, na Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II, até 13 de julho.

Ler mais

Alkantara ’14: ‘Bovary’ e o fim (como num livro) sem fim

Jun 09, 2014 Sem comentários

No passado dia 7 de junho estreou, no âmbito do Festival Alkantara 2014, e para o encerrar, Bovary, um espetáculo de Tiago Rodrigues, a partir de Gustave Flaubert. O Espalha-Factos, mais uma vez, marcou presença e conta-te o que sentiu.

Ler mais

Alkantara ’14: ‘as estátuas também sofrem': “my body is a cage (…) but my mind holds the key”

Jun 03, 2014 1 Comment

A estreia mundial de marfim e carne – as estátuas também sofrem de Marlene Monteiro Freitas decorreu dia 30 de maio, às 21h30m, tendo ficado em cena até ao passado domingo, dia 1 de junho, no Alkantara Festival.

Ler mais

Alkantara ’14: Pindorama, a Arte, a Natureza e o Humano

Mai 29, 2014 Sem comentários

Ontem, perto das 21.30h, o palco do Grande Auditório da Culturgest Lisboa ganhou vida: a tão esperada estreia nacional de Pindorama, criação da coreógrafa paulista Lia Rodrigues, não passou despercebida aos mais interessados pela área fazendo esgotar os bilhetes e crescer a lista de nomes em espera para as três noites destinadas ao espetáculo.

Ler mais

FATAL ’14: ‘Don’t Hesitate, Horatio’, a barreira linguistíca já não interessa assim tanto

Mai 23, 2014 Sem comentários

Don’t Hesitate, Horatio é o esforço de um grupo teatro iraniano e serve como uma homenagem a Hamlet, aquilo que muitos consideram o magnum opus do dramaturgo inglês, William Shakespeare. A peça serve de clara inspiração para este trabalho que retira vários momentos e falas dos textos deste conhecido autor de uma forma acessível e quase sempre bastante bem humorada.

Ler mais